Olá Pessoal !


Apresento pra vocês o meu blog, e de agora em diante vou colocar minhas historinhas aqui.

Minha mamãe vai digitar, porque meus dedinhos são muito pequenos, e meu papai vai publicar.

Espero que gostem, comentem e peçam para receber os posts, assim ninguém perde nada…..

Beijinhos

Leticia Loyola Vassão

Anúncios

Mamãe cresci!

Minha filha, tenho certeza que um dia você vai ler este blog e que poderemos reviver muitas emoções que estão envolvidas na sua trajetória de filha e na minha de mãe (e devo confessar que ela não é nada fácil). Nestas férias nós aproveitamos muito a vida juntos, fomos à praia, ficamos com amigos e família. E você cresceu, se desenvolveu, aprendeu coisas novas, conheceu novas pessoas e lugares. Como você é muito rapidinha isso tudo se incorporou no seu jeito, na sua postura, no nosso dia a dia. Agora já quer escolher a roupa, o sapato, se limpar sozinha no banheiro, dizer o que quer e como quer. E na verdade isso está sendo “meio”(para não causar muito alarde) complicado para todos nós. Afinal de contas uma pessoa (?)..ahhhhh, uma criança com 4 anos sabe fazer tudo isso, mas com suas limitações e lembrando sempre que existem aqui este adultos complicados para dizer que as coisas não são bem assim. Você pode fazer…. mas só até aqui. Pode decidir a roupa…. mas nem todas e nem todas as horas. Você pedir, mas nem sempre vai ganhar…e daí por diante.

Em resumo e agora causando alarde…. ESTAMOS EM CRISE. Sim, é isso mesmo. A gente chora, perde a paciência, não sabe mais se é hora de dizer que sim, não, talvez, outra hora, amanhã, quem sabe, vamos ver, vou falar com o papai, peça para sua mãe. Temos tido muito choro, brigas e desencontros. Depois vivemos fortes reencontros, declarações, pedido de desculpas, arrependimentos. Entre muito toma lá dá cá, morde e assopra, o amor, a fé na família, o apoio da família ( e do atendente da panificadora tb… kkkkkkk), estamos vivendo este novo momento. Iremos passa-lo com certeza. Quando ele deve terminar…. até onde tenho lido e visto por ai(e minha irmã Ju não deve dizer ao contrário): NUNCA. Isso mesmo. Vamos lidar com isso para que novas coisas e questões tomem este lugar. Vamos crescer, para mais para frente estarmos “disponíveis” para o que mais vier.

Vamos estar prontos e maduros para darmos todo o apoio que os pais devem prover aos filhos. E como diz você: EnFIM.

Nossa mas isso está mesmo parecendo conto de fadas com este final feliz. Pura mentira. Vamos passar por esta e nas próximas vamos nos desesperar igualmente e pedir muito para a tempestade passar logo.

Mas a família é forte, o amor é verdadeiro. Estaremos sempre juntos para toda a vida. Conte sempre com a gente ou com o que agente tem a oferecer. Te amamos demais. Entre lágrimas. Um grande beijo. Mamãe& Papai. Paula & Luciano!!

O gato subiu no telhado

Calma pessoal! Não precisa ficar preocupado porque o título de hoje é no sentido mais literal e genuíno que se possa imaginar. O gato no telhado é apenas uma das paixões da Leticia da Bisa e da casa da Bisa. Recente fomos algumas vezes para praia ficar na casa da Vó Araci e do Vô Miro e a Leticia é simplesmente apaixonada por eles e por todo o conjunto.

Tem joguinho pequeno para tomar chá, tem gato, tem cachorro, tem pedrinha, tem flores, matinhos e tudo lhe parece encantador. Desde o momento em que chegamos ela vira uma verdadeira matraquinha e fala sem parar. Conversa e pede coisas para a Bisa o tempo todo… quer comer, quer subir na cama da Bisa, quer que a Bisa leve no banheiro, quer  que a Bisa costure o bichinho de pelúcia. E a Bisa faz por merecer e ganhar tantos olhares carinhosos da Leticia: compra lençol de CupCake, compra bolacha, faz bolo, arruma arvorezinha de Natal para ela, liga as luzes coloridas a noite…

É lindo de ver e de estar junto nesta emocionante viagem à casa da Bisa. Casa esta que já foi cenário da minha infância, que parecia gigante, que era mutante e cada ano o quarto estava num lugar diferente. Pois que seja muito bem vinda a infância da minha filha, com muito prazer. A nós(pais) nos cabe pegar o carro, levar e curtir junto.

Obrigada Bisos!

E olha mamãe… shhhhhh…. não fale alto porque o Biso está dormindo!!

Hey… I’m back!! Esperem por mais!

Tchau tchau Lili 25/11/2013

A Lili veio morar com a gente em julho de 2009 e ela já tinha 11 anos. Adotamos a gatinha da velhinha que foi morar na Nossa Casa. Uma persa branca, linda, peluda, com miado forte, meio rouca. Demorou muito tempo para ela entender que nós a queríamos bem e que iríamos cuidar bem dela. No início, eu até achava que ela tinha sumido ou pulado por algum lugar impossível, simplesmente porque ela super se escondia. Passado um tempo, eu voltava e ela estava lá… acuada, com medo, sem comer ou tomar água. Depois disso, entramos em sintonia e a Lili já tinha entendido que aqui, depois de 10 anos com a mesma pessoa, era seu novo lar: Eu, Luciano e Nina(que nunca curtiu muito a chegada da nova “loira” em casa). E assim convivemos durante este 4 anos, entre tapas e beijos. Porque a Lili nunca facilitou nossa vida, fazia xixi onde não devia e o número 2 também..e foi tomando conta da casa.

Neste momento, enquanto escrevo, tenho a Nina roçando entre minhas pernas, num lugar da casa onde ela deixou de frequentar durante todos os anos que a Lili esteve conosco. Perdemos uma gata e ganhamos a nossa antiga de volta….

Mas a Lili, superou todas as expectativas… com aquele jeito meio alienada, ganhou nossos corações, nossa cama, nosso sofá e sempre deixando seu rastro branco de pelos em nossas roupas. Hoje falando com o veterinário, chegamos a conclusão, que a Lili não conseguia mais deixar seu rastro, seu carisma e ronronado ter força e por isso ela se foi.

Leticia, minha filha querida: você não vai se lembrar da Lili quando estiver maior, mas com certeza temos algumas histórias para te contar do que vivemos juntas. Das poucas palavras que falava, uma das primeiras foi o nome dela…Lei Lei…. Lili…. Você toda linda, carinhosa e meiga, se deitava sobre ela e fazia carinhos e agrados. A Lili deitava no trocador do seu quarto para tomar sol e nos fazia surpresas de manhã, entrando na sala onde ela não devia entrar para não deixa pelos. Quando você ia dormir eu tinha que me certificar que a ela não estava por perto, porque se não… miauuu… miauuu… alto e forte e você se despertava procurando a gata.

Deixo aqui umas fotos para registro e também minha  tristeza pela sua partida. Foram 4 anos juntas Lili e devo dizer do fundo do coração, que sentiremos sua falta. Lili na esteiraIMG_0365IMG_0620IMG_0137

03/05/2013. Leticia faz 1 ano

Bom dia!

Hoje eu acordei as 05 horas da manhã, lembrei do mesmo dia do ano passado que estava me preparando para ir ao hospital. Estava com aquele barrigão, toda inchada, mas feliz e ansiosa para ver nossa menina. Esta semana revi as fotos do dia do nascimento…a chegada ao hospital, ocupando o quarto, entrando no elevador, na mesa de operação e logo com ela no meus braços. E lembro que quando a vi, pensei:” quem é esta pessoa?” Estranho? Quem sabe as pessoas pensem que a gente pensa na hora: ” minha filha, que linda, que amor”. Mas eu estranhei e pra falar a verdade até hoje eu penso um pouco assim…. sou mãe gente! A Paula é mãe. Antes da Leticia nascer eu já era adulta, com casa própria, com marido, com emprego, pagando minhas contas e tocando minha vida de gente grande. Mas a vinda da Leticia mudou tudo isso de uma forma muito extrema.

Estive relendo alguns posts esta semana, já que faz tanto tempo que não escrevo, simplesmente porque não tenho tempo. E num deles estava escrito que você minha filha, era a cola para nos unir. Gostaria de retificar o pensamento se me permitem…. nada disso! Você veio para desestruturar toda nossa vida e fazer com que a gente se recrie e repense sobre a vida, o presente e o futuro. E tem sido um exercício diário com um grau de esforço alto…. e eu que achava que era adulta. Hahahahahaha.

Então, pode surgir a pergunta: E vale a pena?! Cada milímetro vivido, vale a pena. E para completar você é sensacional. Você é! E não eu, sua mãe, que diz isso. Seu pai também diz. Também não vale, então tá: Vovós, Vovôs, Titias, Madrinha, amigos e todo mundo que te vê. Vê que você é diferente…. tipo tranquila, mas com uma personalidade muito definida. Tipo linda, mas aquela beleza com alma, com cor. Cheirosa e doce. Pequena, mas forte e ágil. E agora você começa a dizer, literalmente o que quer e o que não quer. E assim temos construído nossa nova vida. Nossa pequena grande família: Mamãe Paula, Papai Luciano, Leticia, Lili e Nina.

Parabéns minha filha linda pelo seu 1º aniversário. Obrigada por todos os ensinamentos que já me passou neste curto tempo em que estamos juntas. Quando eu crescer, quero ser como você.

Te amo do fundo da minha alma. Mamãe!

 

Meus primeiros passos. Para onde vou?!

Fui cobrada outro dia, sobre meus relatos no Blog e nem tinha me dado conta.

Diz meu pai: Paula, você não vai escrever sobre o que está acontecendo na sua casa?- Paula: … sobre a reforma, pai? – Não paula, a Leticia está andando!

Tecnicamente a Vovó Nélia presenciou 7 passos perfeitos, sem apoio, antes de fazer 11 meses, ou seja, com 10! Está registrado e agora ninguém mais vai poder contestar. Hahahaha. Isso sempre dá pano pra manga.

Agora falando sério para onde vai esta minha menina? Ela já faz tantas coisas e agora com as perninhas ágeis, mostra cada dia mais que caminho quer tomar. Vai se apoiando nos móveis, se solta, apoia novamente e vai que vai. Vai até os brinquedos e beija e abraça o cachorrão, o coelho e a Lilica.

Mas falando mais sério ainda, para onde ela vai? Gente que medo de saber que não temos o controle dos caminhos que ela vai escolher.. mas justo este filha que parece tão arriscado. E este, tem umas pessoas estranhas, não vá por ai. A vinda da independência do andar, traz junto para nós(pais) o medo e o alívio. Alívio do que? De saber que ela é esperta, que começa a tomar decisões “próprias”, blábláblá… não é isso que todo pai quer? Filhos antenados, globalizados, preparados para a vida?!

Fui longe né, mas é assim que a cabeça funciona. E espero que a dela também. Viu só… já estou com expectativas. São elas que nos trazem as frustrações  E será possível viver sem? Estamos vivos afinal de contas. Andando por ai, escolhendo nossos caminhos e nos arriscando. As vezes vemos os perigo e outras muitas vezes não. E com a minha pequena grande pacotinho, já é do mesmo jeito. Agora poderia até escrever: E que Deus proteja todos nós! Mas eu não disse isso!

Um beijo e cuidado minha filha. Estaremos sempre aqui para te apoiar. IMG_0598 IMG_0601 IMG_0612

Meu 1º verão!

Olá amigos!

Este ano fomos para uma casa muito bacana. Fui acordada de madrugada e entramos no carro lotado de coisas. Dormi quase toda a viagem e quando vi… UAU, uma casa grande e toda hora chegava gente: Titias, primos, Vovós e até cachorrinha. Eu que adoro ficar com bastante gente, estava achando o máximo. Depois mamãe me levou para ver o que ela chamava de mar…. uma grande banheira, azul e com muitas pessoas lá dentro. Estranho…

Querida família: Mãe, Pai, Ju, Halan, Leonardo, Rafael, Fla, Willian, Cassi, Paulo, Manuela,Primo Rodolpho e Danuza, Vó Araci, Tio Roberto e Michele.

Foram 10 dias de pura alegria e que marcará para sempre a vida da Leticia. Como ela aproveitou a novidade da praia, escalando meu colo nos primeiros encontros com o mar e depois escalando os morrinhos e castelos de areia para chegar até a água. Cada dia que fomos à praia ela fez alguma amiguinha nova e sempre diziam: ” Que fofinha”. Ela é mesmo fofa e doce e nestes dias não foi diferente. Até parece que tinha nascido naquela casa, igual quando fomos para Europa. Flexível e maleável…não sei de onde ela tem toda esta capacidade. Dormia, comia, brincava, ria e se divertia com tudo e com todos.

Fotos para gente relembrar!

IMG_0484 IMG_0468 IMG_0467

Tudo junto e misturado

El tiempo pasa y ahora los comentários de Barcelona ya no tienen gracia. Es apenas para dejar aqui escrito que en cada lugar que entramos la gente siempre decia lo mismo: ” Que simpática!” Y asi pasamos 8 dias en la caliente ciudad que yo tanto amo. Calamares, cañas, ramblas y nosotros 3. Una maravilla! Hasta la vista baby…o mejor, hasta la proxima!

Comida. Mamadeira. Cocôs fedidos. Leticia engatinhando. Mamãe trabalhando, papai cuidando, são as novas aqui de casa.

Venho pensando a muito tempo porque não tenho mais escrito no blog e mesmo sabendo da resposta fiquei esperando aquela inspiração maravilhosa que experimentei desde o nascimento da Leticia. Em novembro do ano passado(2012, para os desavisados…kkk) voltei a trabalhar. Como todo bom mortal. Difícil. Difícil demais! No início achei que não poderia, que não conseguiria. Depois percebi a importância em nossas vidas do meu retorno ao trabalho, meu filho antes da minha filha. E assim alterno cada dia que acordo e me organizo para sair de casa para trabalhar. A grande inovação neste processo é que a pessoa que toma conta dela em grande parte de minha ausência é o pai. Pai dedicado, paciencioso, amável, criativo, divertido. Estamos todos marcados para sempre com a estrutura que estamos vivendo, pra o bom e para o mau, com a melhor das intenções de pensamento.

Com isso minha cabeça não é mais somente materna, é agora também profissional. A noite não me levanto mais com frequência para amamentar e ter a mente livre para pensar. A mamadeira é mais rápida, a noite mais curta, preciso descansar. Neurótica sempre fui, agora então a complexidade e dinamismo tomaram conta de mim… comida, roupa, louça, trabalho, academia, análise, marido, filha… ei…. cadê a Paula???? Está aqui em algum lugar e em todos ao mesmo tempo. Tentando cada dia, se reencontrar ou se refazer. Querendo um bom porre ou uma noite de sono desde as 20:30 da noite. É isso mesmo pessoal. Complexo, difícil, emaranhado, porém por mais que alguns duvidem recompensador.

Tenho escutado em de muitas pessoas: Leticia é uma criança feliz. Não quero aqui ficar na ilusão de que ela obtém este estado através de nós e somente de nós. Elas nasceu sabendo o que quer da vida, mas tenho certeza que o entorno favorece sua felicidade, tranquilidade. Ela realmente é encantadora, doce, meiga e como sempre digo linda!

Espero que com isso dito, eu esteja pronta e preparada para seguir em frente, aqui e na vida.

Um beijo a todos que sentiram nossa falta. Paula, Leticia e Luciano.

Leticia natal 2012

Leticia natal 2012